Trabalho em espaço confinado: tudo o que você precisa saber

Trabalho em espaço confinado: tudo o que você precisa saber

Quando falamos de trabalho em espaço confinado, há muitos riscos e obrigações a se considerar, especialmente na indústria. Mas o que realmente define um 'espaço confinado'? E o que são, afinal, essas obrigações? Conhecer os equipamentos e orientações também é parte da rotina de trabalho.

Além de ser fundamental o colaborador ter habilitação para o tipo de trabalho que irá fazer, você deve se lembrar de que um espaço fechado tem algumas limitações. Dentre elas, a ventilação, por exemplo. Os EPIs e a equipe de trabalho também são importantes.

Portanto, entenda melhor neste artigo tudo o que precisa saber sobre o assunto para a sua empresa!

O que é um espaço confinado?

Se você ainda tem dúvidas sobre o trabalho em espaço confinado, é importante entender primeiro que tipo de espaço se está falando. O 'confinado' faz referência a um ambiente onde há determinadas características:

● Aberturas apenas de entrada e/ou saída;
● Ventilação natural desfavorecida;
● Níveis de oxigênio deficientes;
● Pode haver componentes tóxicos ou inflamáveis próximos;
● Não pode ser ocupado de forma contínua.

Portanto, o trabalho em espaço confinado é aquele que acontece em condições menos favoráveis. Por causa disso, os trabalhadores não devem ficar no seu interior por longas horas, por exemplo. Além disso, pode haver uma delimitação mais restrita, por vezes de apenas um colaborador no interior.

Você também pode encontrar o termo 'espaço confinado aberto'. Ele é semelhante, pois se trata de um tipo de espaço onde há mais facilidade de acesso, porém ainda com riscos aos profissionais.

Em alguns casos, até mesmo uma máquina pode ser um espaço confinado. Se um trabalhador precisa entrar no tanque para fazer a manutenção, ele já se configura como um ambiente confinado, conforme suas características.

Outros exemplos de espaços confinados são silos, colunas, casas de bombas, diques, porões, containers, diques e até mesmo vagões.

Normas de trabalho em espaço confinado

Entre as normas brasileiras que regulamentam o trabalho em espaço confinado, você precisa conhecer em especial a NBR-16577. É nela que estão os requisitos para se trabalhar nesse tipo de espaço e também as orientações para se prevenir acidentes a partir de medidas de segurança.

Além dessa norma, há também a NR-33. Nesse caso, estão todas as outras informações que fazem referência ao trabalho em espaço confinado. E ela também estabelece as obrigações do colaborador e da empresa, conforme você conhecerá nos tópicos a seguir.

Normas para a empresa

No caso da empresa, o trabalho em espaço confinado tem algumas exigências. Os EPIs são importantes, mas não se trata apenas deles.

Primeiramente, você deve sempre formalizar quem é o colaborador capacitado que ficará responsável por cumprir a NR-33. Além disso, todos os riscos do ambiente devem ser identificados para assim se providenciar a Permissão de Entrada e Trabalho.

A empresa também é responsável por encaminhar a suspensão do trabalho quando houver algum risco. Garantir que os colaboradores saibam como agir nessas situações também está previsto na NR-33.

Normas para o colaborador

Com relação ao colaborador que irá fazer o trabalho em espaço confinado, ele precisa ter atenção a alguns pontos:

● Conhecer e cumprir a NR-33;
● Informar à empresa e aos colegas quando houver situações de risco elevado;
● Utilizar todos os EPIs corretamente;
● Seguir o trabalho sempre de acordo com os treinamentos recebidos.

Equipe de trabalho

Entre as exigências do trabalho em espaço confinado, há também uma necessidade de mais profissionais. Ou seja, você não terá apenas a pessoa que entra no ambiente fechado, pois isso seria muito arriscado. Confira quem mais deve compor a equipe:

● Responsável técnico: é quem identifica os espaços confinados e determina as medidas de prevenção;
● Supervisor de entrada: responsável pelo encaminhamento dos procedimentos da Permissão de Entrada e Trabalho;
● Vigia: enquanto alguém está no interior do espaço, o vigia irá monitorar e proteger a atividade.

Como evitar acidentes de trabalho em espaço confinado?

Conforme orientam a NBR-16577 e a NR-33, é possível evitar acidentes de trabalho em espaço confinado. Além de seguir as medidas que você conferiu acima, como a responsabilidade de cada um, deve-se aplicar alguns cuidados práticos:

● Manter a sinalização visual e sonora sempre clara, conforme cada caso;
● Isolar a área durante o trabalho;
● Uso correto dos EPIs;
● Manter a limpeza do espaço;
● Descontaminar o local, quando necessário;
● Instalar equipamentos de ventilação.

Com relação aos EPIs mais comuns nesses casos, estão os botões de segurança, óculos específicos e o capacete que possa se prender abaixo do queixo. É importante que o colaborador também use luvas resistentes e respirador, se houver risco de contaminação.

Portanto, são muitos procedimentos e leis relativas ao trabalho em espaço confinado. Porém, como você conferiu ao longo do artigo, é possível seguir todas as orientações e garantir a segurança da sua equipe e indústria!