Acidentes elétricos: Como acontecem, causas e como prevenir

Acidentes elétricos: Como acontecem, causas e como prevenir

Os acidentes elétricos são um risco constante para os profissionais que trabalham executando tarefas referentes a esse setor. Eles podem acontecer de diversas maneiras e a gravidade varia de acordo com a exposição à rede elétrica.

A energia elétrica é mais uma das maravilhas da modernidade.  Mesmo que traga alguns riscos com ela existem diversas medidas que visam proteger os trabalhadores desses perigos.

Além de evitar consequências mais sérias em caso de eventuais acidentes.

Neste artigo você vai ver:

  • O que é um acidente elétrico?

  • Quais são as principais causas de acidentes elétricos?

  • Quais são os acidentes elétricos?

  • Choque elétrico

  • Eletrocução

  • Queimaduras

  • Quedas de altura

  • Como ocorrem acidentes elétricos?

  • Como prevenir acidentes elétricos?

  • Evitar fios desencapados ou partidos

  • Não deixar o carregador na tomada sem uso

  • Utilizar tampas de proteção nas tomadas

  • A importância do capacitação profissional em NR 10

 

O que é um acidente elétrico?

Os choques elétricos são o resultado da passagem de uma corrente elétrica pelo organismo. Eles podem causar desde a sensação de formigamento, até convulsões e paradas cardíacas.

Quais são as principais causas de acidentes elétricos?

Existem diversas causas para acidentes elétricos. Falta de treinamentos, materiais com qualidade questionável, uso incorreto ou falta de uso dos equipamentos de proteção. Todos são fatores que podem levar ao acontecimento de fatalidades.

Por isso é sempre muito importante se assegurar de que as medidas necessárias para evitar esses problemas foram devidamente tomadas.

Quais são os acidentes elétricos?

Em termos gerais, o acidentes elétricos possuem quatro naturezas:

  1. choque elétrico;

  2. eletrocução (fatal);

  3. queimaduras;

  4. quedas provocadas pelo choque.

Abaixo falaremos com mais detalhes sobre cada um deles!

Choque elétrico

O choque elétrico acontece quando uma corrente elétrica passa pelo corpo humano ou de qualquer outro animal. A intensidade e os riscos podem variar de acordo com a exposição à corrente elétrica.

O “pior” choque é aquele que tem origem em uma mão e termina na outra. Pois isso significa que a corrente elétrica atravessou o tórax, podendo afetar o coração e o sistema que garante a respiração da vítima.

Eletrocução

Este é o grau mais grave dos acidentes elétricos, que é quando a vítima morre em decorrência da exposição do corpo à uma dose mortal de energia elétrica.

Normalmente, os raios e os fios de alta tensão (com o voltagem superior a 600 volts), são os responsáveis por esse tipo de acidente.

No entanto, a eletrocução também pode ocorrer em baixa voltagem, caso haja a presença de poças d'água, umidade elevada, suor, roupas molhadas, etc.

Queimaduras

A pele pode apresentar alta resistência, e nesses casos a corrente elétrica pode causar grandes queimaduras externas, mas poucos danos aos órgãos internos. 

Por outro lado, se for baixa, a queimadura da pele será menos extensa, mas com maior possibilidade de danos aos órgãos internos.

Quedas de altura

Muitos dos trabalhos realizados com redes elétricas são em altura. Caso o profissional receba uma descarga elétrica é possível que se desequilibre e caia. Isso reforça a necessidade de usar os equipamentos de proteção individual.

Como ocorrem acidentes elétricos?

No caso dos acidentes elétricos domésticos, em geral, acontecem em virtude de instalações mal feitas e fiações com qualidade material ruim.

O mesmo vale para acidentes com profissionais do ramo. Fios corroídos, instalações perigosas, materiais ruins podem ocasionar um acidente. 

Todos esses fatores aumentam consideravelmente o acontecimento desse tipo de contratempo que, como vimos, podem ser fatais.

Como prevenir acidentes elétricos?

acidentes elétricos

Como diz o ditado: é melhor prevenir do que remediar. Algumas medidas simples podem ajudar a evitar esse tipo de acidente. Abaixo listaremos algumas delas. Confira!

Evitar fios desencapados ou partidos

Esta é, sem dúvidas, uma das dicas mais importantes. Qualquer peça de fio desencapado ou partido deve ser prontamente substituída!

Eles representam uma ameaça real para as pessoas que transitam por perto e podem, a qualquer momento, causar um acidente elétrico grave.

Não deixar o carregador na tomada sem uso

Muitas pessoas acham mais prático manter os carregadores plugados às tomadas mesmo em momentos em que eles não estão sendo usados. No entanto, essa prática é totalmente desaconselhada.

Os carregadores originais apresentam baixos riscos, mas para que correr qualquer tipo de risco, não é?

Utilizar tampas de proteção nas tomadas

Essa medida é importante especialmente para as pessoas que têm crianças pequenas em casa. Elas impedem que os pequenos coloquem os dedos nos buracos da tomada e recebam uma carga elétrica.

Procure um especialista para fazer o serviço

Não, economizar uma graninha e fazer você mesmo definitivamente não é a melhor opção neste caso. Os serviços elétricos devem ser feitos por um profissional competente e que conheça as medidas de segurança.

Isso vai evitar muita dor de cabeça e possíveis acidentes elétricos.

A importância do capacitação profissional em NR 10

A Norma Regulamentadora 10 é a NR que trata das questões que envolvem a proteção de trabalhadores que durante as suas atividades lidam com a energia elétrica.

O objetivo dela é estabelecer as medidas de prevenção de acidentes e preservação do bem-estar, saúde e segurança dos profissionais. Portanto, é fundamental que os mesmos estejam atualizados quanto às mudanças e novas diretrizes da norma.

Mantenha as certificações em dia! Saiba mais sobre o curso de NR 10 básico que o Instituto Santa Catarina oferece!

Conclusão

Evitar os acidentes elétricos é fundamental para empresas que trabalham no ramo. Para isso, investir em capacitação profissional é indispensável.